A BUSCA FUNDAMENTAL DO CRISTÃO

Postado em: por

O novo ano chegou e, com ele, novos sonhos, desejos, projetos, aspirações e realizações. Sim, em nossa mente e coração está o anseio de suprir as aquelas necessidades mais fundamentais, nossas e daqueles que nos são próximos. Muitos querem sanar suas dívidas, obter um diploma, cursar uma nova faculdade, adquirir certos bens materiais há muito tempo namorados, ter mais sucesso no trabalho, receber um salário melhor, rever parentes separados pelo tempo e espaço, viajar, poupar, crescer, enfim, viver, etc..

 

Tudo isto pode ser muito bom, mas não representa a busca fundamental de cristãos comprometidos com Deus e com Sua Palavra. Cada desejo nosso (como os supracitados) precisa ser secundário, uma vez compreendido que Deus é o Senhor de nossa vida. É o ensinamento do Salmo 27.4: “uma coisa peço ao Senhor, e a buscarei: que eu possa morar na Casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do Senhor e meditar no seu templo.”

 

Perceba: algo é pedido e buscado; é apenas uma coisa… o que é? O salmista expressa que a busca fundamental do povo de Deus, de cada cristão fiel, é a busca pelo Senhor, pela sua Presença, pelo seu Conselho. Eis a oportunidade de compreendermos que tudo o que mais almejamos nessa vida não deve ocupar o lugar de Deus, de Cristo, do Espírito. Como nosso Senhor ensinou, “buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mt 6.33).

 

Se Deus é aquele que supre cada uma de nossas necessidades (Fp 4.16-19), nos convêm buscá-lo e confiar em seu sustento providencial (Is 41.10). A certeza é que “pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á” (Mt 7.7-8). Portanto, peça, busque e bata corretamente, busque o Senhor, à sua Presença e o seu Conselho.

 

Reflita: será que estamos buscando o que é fundamental ou trivial? Eterno ou Passageiro? Do Céu ou da Terra? “Ao meu coração me ocorre: “buscai a minha presença; buscarei, pois, Senhor, a tua presença” (Sl 27.8). O profeta Jeremias registrou: “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração” (Jr 29.13).

 

Buscar pelo Senhor, sua Presença e seu Conselho é um privilégio gracioso. As Escrituras ensinam que bem-aventurado é aquele a quem o Senhor escolhe e aproxima, para que assista em seus átrios; bem-aventurados os que habitam na Casa do Senhor, louvando-o perpetuamente. Afinal, um dia nos átrios do Senhor vale mais que mil; é preferível estar à porta da casa de Deus, a permanecer nas tendas da perversidade (Sl 65:4; Sl 84.4, 10).

 

Rev. Ângelo Vieira da Silva

Ângelo Vieira da Silva, Ministro Presbiteriano 
Follow us: @revavds on Twitter | revavds on Facebook

Angelo VIEIRA

Comentários

Comentários

Então, o que você acha?